Projeto Transição para o 6º ano/2017

 

slider transicao 6ano

A passagem do quinto para o sexto ano altera de modo geral a rotina do aluno.
O que não podemos perder de vista é que essa transição coincide com outras transformações pelas quais os meninos e meninas desta faixa etária (mais ou menos 10 aos 11 anos) estão vivendo, o que explica muito de seus comportamentos mais evidentes.

Normalmente há uma repercussão no funcionamento emocional quando se muda de espaço físico e nesta idade os meninos e meninas possuem uma estrutura mental mais elementar, com uma organização por vezes frágil ainda para mudanças. Eles costumam experimentar sentimentos de angústia, mas também um encantamento nessa fase, diante do novo – novo espaço das salas de aula, novo horário/espaço para o recreio, novos professores… Estamos falando de sujeitos em plena transformação.

 Estão enfrentando mudanças físicas, emocionais e intelectuais. Iniciando um processo de busca de seu lugar no mundo. São nomeados como “grandes” para algumas coisas e “pequenos” para tantas outras.

Esta fase, sobre a qual estamos tratando aqui podemos chamar de adolescência inicial, onde já assistimos a algumas mudanças, mas com resquícios ainda da infância. É uma fase em que os hormônios têm uma atuação muito marcante. Há mudanças no corpo e nas sensações. Haverá então, normalmente uma mudança no psiquismo dessa criança em transformação. Essa mudança normalmente provoca reflexos no seu comportamento de um modo geral, claro que com manifestações bem explícitas na escola.

O importante é reafirmar o papel da família e da escola ao não exigir a qualquer custo um crescimento emocional prematuro e um senso de responsabilidade, coerência e independência precoces, tentando impedir que meninas e meninos vivam todo o processo do adolescer. Ou, temendo a sua autonomia subjetiva, exigir que eles se mantenham infantilizados. Este processo faz parte do crescimento e o importante é não disfarçá-lo negando-o e nem exagerá-lo com exibicionismos.

A entrada para o 6º ano representa o desejo de crescer e conquistar a nova identidade social. Depois de conviver com apenas um educador em sala de aula durante anos, a troca para até oito deles parece algo bem difícil. Falar sobre as tarefas e as avaliações de sua disciplina, antes mesmo de começar a lecionar para a turma é uma forma de tranqüilizar e organizar o andamento das aulas.

Até o 5º ano, os pais são considerados colaboradores ativos na aprendizagem dos alunos. A parceria passa a existir, no 6º ano, quando são convocados a comparecerem para receber o boletim e entender os motivos que justificam as notas de seu filho por meio do Conselho de Classe. A troca de períodos, os pais não sendo os responsáveis pelo aproveitamento dos filhos são algumas alterações que compõem esse momento escolar. Essas mudanças se refletem nas práticas compondo novas exigências e novos desafios. O 6º ano não é necessariamente mais difícil, mas é um ano no qual alunos e pais são desafiados a corresponderem com expectativas diferentes.

Partindo desse pressuposto, as CoordenadorasPedagógicas e Orientadora Educacional,juntamente com os professores do 5º e 6º anos da USEFAZ- Escola, realizará o Projeto “transição para o 6º ano” com ações que ajudarão a minimizar os efeitos que este período traz aos adolescentes.

AÇÕES:

1-      Fazer levantamento com os alunos dos 5º anos sobre as Expectativas e Medos em relação ao ano que vem, 6º ano;

2-      Colher informações dos alunos dos 6º anos referentes as dificuldades e facilidades encontradas neste ano;

3-      Proporcionar aos alunos dos 5ºanos o contato com os novos professores, no espaço físico próprio do Ensino Fundamental 2 em horário específico das aulas, no período de 02 a 06 de outubro, conforme quadro abaixo:

MANHÃ 5ºA  – Sala 6

Horário 02/10 - 2ª-feira 03/10 - 3ª- feira 04/10 - 4ª-feira 05/10 - 5ª-feira 06/10 - 6ª-feira
7h15 – 8h05 Silvia (HIST) Luciane (Horta) Camillo (MAT) Izana (LP) Izana (LP)
8h05 – 8h55 Silvia (HIST) Inglês (Marta) Izana (LP) Ed. Física Mauricio (GEO)
8h55 – 9h15 INTERVALO INTERVALO INTERVALO INTERVALO INTERVALO
9h15 – 10h05 Izana (LP) Izana (HIS) Aline (ESP) Marta (ING) Camillo (MAT)
10h05 – 10h55 Leila (ARTE) Música Cris Bete(LP) Mauricio (GEO) Kátia (INF)
10h55 – 11h05 INTERVALO INTERVALO INTERVALO INTERVALO INTERVALO
11h05 – 11h55 Izana (Mat) Fábio(CC) Cris Bete(LP) Izana (MAT) Kátia/Izana
11h55 – 12h35 Taís (Ed. Física) Fábio(CC) Izana (Geo) Izana (MAT) Izana (LP)

TARDE 5ºB – Sala 6

Horário 02/10 - 2ª-feira 03/10 - 3ª- feira 04/10 - 4ª-feira 05/10 - 5ª-feira 06/10 - 6ª-feira
13h – 13h50 Sandra (LP) Sandra (LP) Beto (HIS) Sandra (HIS) Sandra (CC)
13h50 – 14h40 Sandra (LP) Sandra (LP) Beto (HIS) Sandra (LP) Mauricio (GEO)
14h40 – 14h55 INTERVALO INTERVALO INTERVALO INTERVALO INTERVALO
14h55 – 15h45 Aline (ESP) Sandra (Geo) Cris Bete (LP) Lucirene (MAT) Mauricio (GEO)
15h45 – 16h35 Sandra (HIST) Sandra (MAT) Cris Bete (LP) Lucirene(MAT) Sandra (MAT)
16h35 – 16h50 INTERVALO INTERVALO INTERVALO INTERVALO INTERVALO
16h50 – 17h40 Fábio (CC) Luciane (HORT.) Sandra (MAT) Sandra (Mat) Kátia (INF)
17h40 – 18h20 Fábio(CC) Marta (ING) Leila (ARTE) Música Kátia(INF)

4-      Em 2018, orientar os alunos do 6º ano quanto ao calendário escolar, atividades específicas desta série (horário de aulas, calendário de provas, atividades extras, etc.), com duração de 02 meses aproximadamente

 

© 2017 - Usefaz - Escola

12 3133-6260

Avenida Padroeira do Brasil, 957
Bairro Figueira - Guaratinguetá/SP
CEP 12504-100
[visualizar mapa]